Como inteligência artificial e chatbots estão revolucionando nosso trabalho

26 set, 2018 | Artigos

Estamos habituados a apontar e clicar com o mouse, enviar comandos através do teclado, tocar e fazer gestos em uma tela. Entretanto, essas formas de interação entre humano e computador ainda não são tão naturais quanto uma conversa entre duas pessoas. Eis que, com a quarta revolução industrial e as transformações digitais ocorridas nos últimos anos, uma tecnologia está em evidência e tem revolucionado a forma como interagimos com o computador: a inteligência artificial (AI).

Por muito tempo a AI foi tratada como algo teórico e era pouco utilizada em aplicações reais, mas isso vem mudando rapidamente e a maioria de nós, mesmo sem perceber, usufrui de seus benefícios. Afinal, você já deve ter recebido aquela recomendação de compra por e-mail ou acessado seu serviço de streaming preferido e encontrado uma sugestão de música, filme ou série baseada em suas preferências.

Contudo, o potencial da AI vai muito além do marketing e da recomendação de conteúdo. Ela pode impulsionar o trabalho humano de uma forma que nunca vimos antes. Por exemplo, a utilização de AI no desenvolvimento de chatbots cognitivos pode liberar a força de trabalho humana para realizar tarefas de maior valor agregado, além de aumentar e normalizar o acesso a informações, melhorando o processo de tomada de decisões.

Impulsionados pela AI, os chatbots cognitivos ainda têm muito a crescer. Segundo o Gartner, empresa global de pesquisa e consultoria para líderes em TI, ainda estamos no início da era da conversação computacional, tendo atingido apenas 4% da audiência total de potenciais usuários. Boa parte dessa audiência vem do ambiente corporativo, o qual possui uma quantidade enorme de processos manuais e de rotinas que podem ser automatizadas ou suportadas por um chatbot.

Quando falamos em chatbots, devemos levar em consideração suas diversas aplicações: eles podem ser tão simples como um FAQ, em que você faz perguntas e recebe respostas de uma base de conhecimento, ou até ter a capacidade de se integrar com diversos sistemas corporativos, extraindo informações e disparando automações.

Ao interagir com um chatbot cognitivo você pode ir direto ao ponto, é só descrever sua intenção da mesma forma como se estivesse interagindo com um humano, seja por texto ou voz. É tão intuitivo que se você não souber o que fazer, acabará perguntando “O que você faz?” e o chatbot irá descrever sua expertise e principais funcionalidades.

Imagine que você esteja montando uma apresentação e precisa do resultado operacional de sua empresa no ano de 2016. Você poderia enviar uma mensagem ao setor financeiro e aguardar de minutos a dias, procurar em alguma apresentação, planilha ou sistema, desperdiçar tempo e correr o risco de não encontrar. Ou, ter um feedback praticamente instantâneo de um chatbot de perfil Executivo após perguntar “Qual foi o resultado operacional de 2016?”.

Estamos diante de uma disrupção que transformará a maneira como trabalhamos, ampliará o valor da entrega de cada colaborador, diminuirá os custos, potencializará a produtividade e, principalmente, a qualidade dos serviços prestados aos clientes.

Nos próximos anos, veremos humanos e máquinas trabalhando de forma complementar. A força de trabalho será cada vez mais uma mescla da criatividade, sensibilidade e inteligência humana com a capacidade de processamento e análise crítica de dados da Inteligência Artificial.

O amanhã sempre nos reserva surpresas, mas não é preciso esperar para ter soluções do futuro operando a favor do seu negócio.

Por Murilo Bizin – Analista de sistemas na Icaro Tech

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CURTA NOSSA PÁGINA

VEJA TAMBÉM

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e receba as novidades do nosso Resource Center.

sales@icarotech.com

+55 19 3731-8300